Arquivo do blog

segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Arte Urbana X. Rio de Janeiro RJ.

A Zona Portuária do Rio de Janeiro está ficando cada vez mais bonita, o projeto Distrito de Arte do Porto já nasce como um ponto obrigatório de turismo do Rio de Janeiro. Nesta primeira fase, o público poderá conferir mais de 11.000 m² de arte em muralismo, graffiti, stencil, lambes e poesia, e , outros em execução, já que os trabalhos estarão em constante transformação através de outros projetos que serão lançados em outras fases.









O projeto é uma idealização do Núcleo de Ativação Urbana, que explora espaços, territórios e cidades a partir da visão de empreendedorismo, economia criativa, inovação e desenvolvimento social.









"É uma realização construir um grande corredor cultural que abriga, a céu aberto, diversos murais pintados e grafitados, majoritariamente, por artistas urbanos locais. Com o espaço, queremos promover a economia local, enriquecer culturalmente a comunidade que vive no entorno e transformá-lo numa atrativo ponto turístico na cidade", planeja Hiroshi Shibuya, CEO do Núcleo de Ativação Urbana.









Vários artistas, como Nadi, Juliana Fervo, Ananda Nahu, ACME, Airá OCrespo e Marcelo Ment, ilustram o Distrito com temas que envolvem as causas sociais, machismo estrutural e equidade, em meio ao desenvolvimento de metrópole na região.









O Distrito busca através da arte, criar ambientes mais humanizados, gerando convivência, integração e desenvolvimento social melhorando a qualidade de vida dos moradores e das pessoas que habitam a região. Além desta diversidade, há muitas ações de revitalização programadas nos bairros do Santo Cristo e no Morro da Providência, além de ações de desenvolvimento e impacto social.

Fonte: www.diariodorio.com

domingo, 30 de janeiro de 2022

Melinda Garcia Parte II Final. Rio de Janeiro RJ.

Um dos trabalhos mais conhecidos de Melinda Garcia é Velocidade, Alma e Emoção é um monumento em homenagem a Ayrton Senna situado na cidade de São Paulo e que, até o ano de 2017, estava exposto na entrada do Túnel Ayrton Senna e que maio do referido ano foi deslocado para a Praça Ayrton Senna do Brasil, no interior do Parque do Ibirapuera, mais precisamente no Centro Esportivo e de Lazer Modelódromo do Ibirapuera.






















Em 2017, ganhou o prêmio (ex aequo) na categoria Escultura. concedido pela XI Bienal de Arte Contemporânea de Florença (Florence Biennale), o convite surgiu logo após o sucesso da exposição Holomovimento - Fragmentos de todo realizada um ano antes no Cassino Atlântico, em parceria com o fotógrafo Bruno Barreto (Nuno).

Fonte: wikipedia.org Melinda Garcia