Arquivo do blog

quarta-feira, 18 de maio de 2022

Museu Histórico Nacional Parte II. Rio de Janeiro RJ.

Por sua localização estratégica para a defesa da cidade, então capital, a ponta e as instalações nela mantidas foram área militar até 1908, quando o Arsenal de Guerra foi transferido para a ponta do Caju.











Na década de 1920, a Ponta do Calabouço foi aterrada e reurbanizada para acolher a Exposição Internacional do Centenário da Independência. Para integrar o evento, as edificações do antigo Arsenal de Guerra forma ampliadas e embelezadas, com decoração característica da arquitetura neocolonial.











Do primitivo Forte de São Tiago e da Prisão do Calabouço, restam apenas as fundações. Subsistem até aos nossos dias o edifício da Casa do Trem, o do Arsenal de Guerra e o Pavilhão da Exposição de 1922, atualmente ocupado pela biblioteca.











Criado em agosto de 1922, visando dotar o país de um museu voltado para a história do Brasil, as novas instalações foram abertas ao público, compreendendo o "Palácio das Grandes Indústrias", um dos pavilões mais visitados da referida exposição, e duas galerias do Museu Histórico Nacional.











Em 1940, essas galerias abertas ao público já somavam vinte e duas. Atualmente o museu ocupa todo o conjunto arquitetônico da antiga Ponta do Calabouço, constituindo-se em um dos mais importantes museus históricos do pais e um centro gerador de conhecimento nas áreas da museologia e do patrimônio cultural.

Fonte: www.wikipedia.org Museu Histórico Nacional

26 comentários:

  1. Un museo muy interesante, he visto cosas muy bonitas.Saludos

    ResponderExcluir
  2. Um lugar que deve guardar inúmeras histórias. Gostei muito de conhecê-lo a partir de sua ótica.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts e novidades! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  3. Um enlevo de alma.
    Muito bom poder visitar museus.

    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Defence of the city against whom? or what?

    ResponderExcluir
  5. Olá Luiz, que bom passeio pela sua cultura.
    Ah, aliás, acho que nunca te contei, o "descobridor" do Brasil tinha meu sobrenome: Yáñez.
    Com certeza você conhece a história.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Cuánta razón valedera para que este espacio se le diera el carácter de mueseo. Un abrazo. carlos

    ResponderExcluir
  7. Ainda me lembro de esos cuadros, por ejemplo. Estuvieron guardados en mi memoria tanto tiempo...

    Abrazo até lá, amigo Luiz.

    ResponderExcluir
  8. As visitas aos museus geralmente são educativas e esclarecedoras de aspectos da cultura local. Este parece especialmente instrutivo.

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Luiz
    Maravilhoso Museu com peças muito belas e valiosas.
    Gostei de conhecer.
    Um beijinho e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderExcluir
  10. Luiz thanks to you I can learn (and see!) a lot of interesting information about Brazil. Best regards to you!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde minha querida amiga Anna. Infelizmente não consegui mandar mensagem no seu Blogger.

      Excluir
  11. Este é ótimo para a nova geração conhecer nossa história e os mais idosos para recordar e comparar com a nova realidade .Obrigadooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Marina. Não consigo mandar mensagens no seu Blogger.

      Excluir
  12. oh wow that sailing ship art piece is just the best !!! :) ♥

    ResponderExcluir
  13. De no haber tenido su uso museístico quizás el destino del mismo edificio hubiese sido otro.
    También puedo ver que no solo nos muestra piezas desde la llegada de los portugueses.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  14. I like how you compared the native Brazilian art to the the Portuguese pieces.

    ResponderExcluir
  15. Lindas artesanías. Te mando un beso.

    ResponderExcluir
  16. Aqueles vestígios indígenas são belíssimos.

    ResponderExcluir
  17. Casi antropología. Qué de objetos interesantes.

    Un abrazo

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde. Obrigado pelas visitas e comentários. Fico feliz que vocês gostaram do MHN.

    ResponderExcluir
  19. Looks very interesting! I loved the tiny houses.

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pela parte II da matéria sobre o MHN. Belíssimas reproduções.

    ResponderExcluir

Oi obrigado pelas suas mensagens. Seja bem-vindo. Sou grato a todos que deixaram seus comentários e mensagens. Novos amigos são bem vindos. Não existe distância para amigos de verdade. Desejo a todos, muita saúde nesse tempo difícil e complicado. Tudo isso terminará um dia.